As Rodas Sagradas

Durante parte do meu estudo, fui seguindo os ensinamentos da Roda Medicinal com base em Sun Bear – Leo Rutherford – Dan Russel – Andy Hendersen – Jamie Sams – Kenneth Meadows – Anabelle Nelsen – Eagle Man e outros; minhas viagens de pesquisas e minha experiência pessoal. *Parte do material aqui publicado sobre Roda Medicinal é tradução literal dos autores acima citados*

As rodas, ou círculos, representam a totalidade.

Na aurora da humanidade o homem primitivo tinha que aprender a sobreviver num ambiente hostil. Ele tinha um pensamento circular. Aprenderam a sentar em roda, as casas eram circulares, até o descobrimento da roda, considerada a maior de todas as invenções.

Na Índia é um instrumento para conduzir ao Eu Profundo, e é chamada de mandala. Segundo Jung, a mandala se encontra na própria alma humana, aparecendo nos sonhos e em diversas imagens criadas pelo nosso inconsciente.

O círculo é o símbolo do Sol, do Céu e da Eternidade. O princípio masculino e feminino na China (Yin-Yang) é simbolizado por um círculo dividido, em branco representando o Céu, e o preto a Terra. No simbolismo ancestral o círculo é o símbolo do espaço infinito, sem começo e sem fim, e quando dividido por uma linha horizontal ele indicava a divisão do espaço infinito na ordem para prover a vida no tempo, no aqui e agora. Dividido por uma vertical, representa também a força receptiva, o princípio feminino, sem largura ou profundidade. Tudo é nascido da mulher e o poder ativo e força conceitual, o princípio masculino.

A fusão das duas linhas no círculo formam um terceiro que é uma cruz circundada. Tempo e espaço.

A cruz quando contida dentro de um círculo é um símbolo do ilimitado e mudando a realidade das coisas, perpetuando o espírito. Pode representar também as quatro expressões do poder cósmico fluindo para sua fonte, ou quatro elementos, quatro corpos, e muito mais.

Os círculos aparecem no zodíaco, calendários, talismãs, pontos, templos, altares, etc. No silêncio do vazio existe movimento. A origem. O começo é também o fim. De tudo flui e tudo pode ao final retornar. A Suprema Unidade.

O círculo é um símbolo para o entendimento do mistério da Roda da Vida. Universo.

Cada pedra na Roda Medicinal é uma ferramenta para ajudar você a entender traços de seu passado que molda o presente e o futuro planetário. Os nativos americanos reconhecem o círculo como o principal símbolo para o entendimento dos mistérios da vida. Observaram que ele estava impresso em toda a natureza. O homem olha o mundo através dos olhos, que é um círculo. A Terra, a Lua, o Sol, os planetas, são todos circulares.

A vida inteira, para o nativo, discorre de maneira circular. O nascer e o pôr do Sol, acompanham um movimento circular. As estações formam um círculo. Os pássaros constroem ninhos em círculos, animais marcam seus territórios em círculos. As tipis (cabanas) são circulares, as tipis das comunidades eram dispostas de maneira circular.

Quando um xamã construiu uma Roda Medicinal, ele reconstruiu a representação simbólica do Universo e da mente Universal. Para o nativo, medicina significa poder, energia vital que está em todas as formas da natureza. Eles tem um conceito de um vórtex (espiral de energia) em movimento.

A Roda significa um círculo ou espiral de geração de poder, debaixo do controle da mente, que é multidimensional. Considera os planos físico, mental, emocional e espiritual. É o mapa da mente, a carta da vida, que permite seu uso para obter maior auto-conhecimento, mais auto-controle, melhorar a vida, obter satisfação.

A roda é composta por um grupo de símbolos. Ela pode ser construída simplesmente colocando pequenas pedras em forma circular. O crânio de búfalo era algumas vezes colocado no centro da Roda, como o assento da mente e da consciência e também símbolo da representação de Wakan Tanka (Grande Espírito).

A Roda não representa somente um universo de nossa própria vida e o produto de nossa própria mente, mas o Cosmos e a mente de Wakan Tanka, em manifestação de tudo na existência e como manifestação do pensamento.

Cada parte do universo físico e cada coisa viva na Terra era vista como tendo origens no não material, mas no espiritual, mental e cada manifestação era um estado contínuo de mudança.

O Espírito ou a essência é aquela inteligência seja humana, animal, planta ou mineral, todos juntos numa sincronização harmônica. O circulo então é o símbolo da totalidade, que representa o Universo. A totalidade de espaço, ou o individual e tudo em volta dele.

Em outras palavras quando você constrói a Roda ela torna-se o seu espaço pessoal, seu Universo Pessoal.

Um comentário em “As Rodas Sagradas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *