Corpo e Mente

 

*Dr Deepak Chopra*, em Conexão Saúde – Ed. Best Seller, coloca que a saúde é nosso estado natural. Segue abaixo alguns trechos :

“Segundo a Organização Mundial da Saúde, saúde é mais do que a ausência de doença ou enfermidade, é o estado de perfeito bem-estar físico mental e social. A esta definição podemos acrescentar o bem-estar espiritual, uma condição na qual a pessoa experimenta em todos os momentos e satisfação em viver, a sensação de plenitude e a consciência de estar em harmonia com o Universo que a cerca. Trata-se de um estado no qual nos sentimos sempre jovens, animados e felizes. esse estado não é apenas desejável, mas possível. E não é apenas possível, é fácil de ser alcançado. ”

“A mente desempenha um papel crucial na gênese de todas as disfunções. Em minha opinião isso é verdadeiro em qualquer tipo de doença. As úlceras ocorrem em pessoas tensas e ansiosas. A colite ulcerativa, uma disfunção intestinal dolorosa, aflige os compulsivos e obsessivos. A impotência e vários outros distúrbios sexuais são causados pela ansiedade de desempenho. Os acidentes acontecem com maior frequência com pessoas distraídas. A lista é enorme. ”

“É óbvio que as pessoas saudáveis são mais felizes do que as doentes. E vários estudos vem confirmando que o inverso é verdadeiro : pessoas felizes são mais saudáveis do que as infelizes. Parece que a felicidade, que nada mais é do que ter pensamentos positivos a maior parte do tempo, provoca alterações químicas no cérebro que, por sua vez, exercem efeitos profundamente benéficos sobre o organismo ( Medicina do Coiote ! ).

Por outro lado pensamentos negativos ou depressivos causam alterações químicas que prejudicam o corpo. As substâncias químicas do cérebro, pelos quais os pensamentos operam são chamados de neurotransmissores. Pelo menos trinta tipos diferentes de neurotransmissores já foram identificados.”

” A qualquer momento, sua saúde é a soma de todos os impulsos, positivos e negativos, que emanam de sua consciência. Você é quilo que pensa. Se for feliz, isso significa ter pensamentos alegres a maior parte do tempo. Se é depressivo, com certeza maioria de seus pensamentos é triste. Esse cálculo deve ser feito também para todos os outros estados de espírito : raiva, medo, inveja, cobiça, bondade, compaixão, benevolência e amor. Tudo é pensamento. Quando um deles predomina, você desenvolve o estado mental correspondente. Se você anda tendo pensamentos hostis, por exemplo, eles se refletirão em seu humor, na expressão de seu rosto, no seu comportamento social e no seu bem-estar físico. Você franze o cenho, fica impaciente e intratável, seu estômago produz mais ácidos, o sangue recebe mais adrenalina, e, consequentemente, terá boas chances de adquirir ulcera péptica e hipertensão. as pessoas observadoras não terão nenhuma dificuldade para adivinhar seus pensamentos. E as células do seu corpo estarão registrando-os com precisão ainda maior.”

” O domínio do self é tradicionalmente denominado “iluminação”. A mente altamente desenvolvida não é presa de influências aleatórias a saúde deficiente; ela domina os pensamentos. Portanto, seus pensamentos são alegres e saudáveis. esse tipo de domínio não é uma coisa especial ou anormal. ele é apenas uma extensão da capacidade normal de controlar alguns pensamentos. Quando encontra espaço para se expandir e evoluir, essa capacidade natural leva à saúde perfeita e à felicidade. É isso que Dr. Salk quer dizer com ” a sobrevivência do mais sábio.

Como a evolução faz parte da natureza da vida, não temos que fazer nada para evoluir na direção certa. Para adquirirmos o domínio do self e todos os benefícios que isso traz para saúde, é preciso apenas permitir que a infinita inteligência da mente e do corpo trabalhe conjuntamente. Essa é sua intenção. Quando deixamos de interferir e somos suficientemente sábios para permitir que a conexão psico-fisiológica aja a nosso favor, nossa mente se precipita na direção da saúde perfeita. ”

*John Halifax*, PhD, antropóloga que trabalhou com xamãs e agentes de cura do mundo inteiro. É presidente da fundação Ojai, na Califórnia e fundadora da The Fondation School. Escritora do livro Shamanic Voices e Shaman, The Wounded Healer :

” na prática da atenção total, somos encorajados a perceber que a mente possui uma acentuada tendência a criar amor e ódio, nascimento e morte, doença e saúde, e até mesmo monstros e magia. Ela é ensinada pela cultura e pela sociedade a brincar de esconde-esconde consigo mesma, um jogo de esquecimento no incessante fluxo da atividade dispersiva da mente, dos sentimentos e das sensações físicas, agradáveis, desagradáveis ou neutras. Tais obsessões nos impõe padrões de maior ou menor sofrimento e doenças das quais é difícil furtar-se.

O budismo e o xamanismo oferecem um treinamento na arte da lucidez, da percepção ou da atenção total. Esse cultivo da atenção está alicerçado no solo da motivação ou da intenção. É aqui que tem início a cura; é aqui que o sofrimento começa a ceder. É preciso que a experiência da intenção consiga penetrar por completo o corpo/mente para que a pessoa possa reorganizar-se, saindo de seu padrão de sofrimento. O desenvolvimento da intenção ocorre em meio à experiência em que o indivíduo se torna genuinamente familiarizado com o conteúdo e o movimento da mente.

Na prática da meditação descobrimos que mundos novos se abrem para nós. Deixamos de lado a atividade cotidiana e nos colocamos em isolamento voluntário. Assim como o aprendiz nativo americano que ora no topo de uma montanha, para obter acesso a uma visão (vision quest), a pessoa que medita escolhe um isolamento sagrado. O paciente do hospital, normalmente, não fez essa escolha de modo consciente, foi a enfermidade que lhe impôs o afastamento da vida cotidiana. Em cada caso, porém, temos um afastamento das atividades e do âmbito social da vida diária num recolhimento solitário.

O praticante da meditação aprofunda sua concentração através de um vínculo mais vívido com a prática. O Observado torna-se uma coisa só com a respiração, havendo menos elementos de desconcentração. O corpo e a mente seguem o ritmo e o fluxo da respiração. No caso da cura a percepção da origem da enfermidade, de sua finalidade e do caminho para a cura se apresenta quando a mente culturalmente condicionada perde seu domínio sobre os níveis mais profundos do campo mental. Trata-se aqui da experiência de “parar o mundo”. A mente está aberta à transformação. No xamanismo, isso é chamado de visão; no budismo, de atenção total.

A atenção total, pertence tanto ao campo da ação social como ao da ação pessoal. É o solo aonde a compaixão vem à luz. essa compaixão não se reveste da forma messiânica auto-enaltecedora do salvador do mundo. É sóbria e até seca, precisa e econômica. É sensível ao contexto e atenta às consequências. frequentemente é invisível.

E isso conduz ao domínio total a ser realizado na prática o da prática secreta. Temos aqui uma mente comum e uma vida comum em plena realização. Mente, corpo se tornaram unas. A Grande mente penetra cada momento, cada coisa. Sem obstáculos, sem iluminação, sem morte, sem coisa alguma.

Para concluir, a atenção total pode ser vista como o fator vital ou substrato da cura. pode ser considerada, na verdade um sinônimo da cura. A doença e o sofrimento nascem de uma mente fragmentada pela paixão, pelo ódio e pela confusão. Ser curado significa ter sido restituído à natureza original, em que mente, corpo e mundo são uma coisa só.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *