Entendendo as Energias

(Extraído de ” Dancing the Dream” Jamie Sams)

No segundo Caminho (Sul), nós aprendemos a entender a energia. Sentimentos e emoções são a forma de energia que efetivamente fluem de todas as partes da Criação e interagem com todas as outras energias e eventualmente retornam ao seu ponto de origem. Esse ponto de origem é a pessoa que passou o sentimentos positivos ou negativos, pensamentos, ou ações até o mundo através do seu uso pessoal.

Uma parte do Segundo Caminho consiste em clarear continuamente até eliminar a necessidade de sermos vítimas ou fazermos outros de vítimas. Ódio, desejo de vingança, e desconfiança são sentidos por todos os seres humanos. Se nós negarmos ou duvidarmos de nossos sentimentos temendo que podemos agir sobre eles, nós poderíamos economizar energias, colocando os sem julgamento.

Se agirmos com base nas emoções e ficarmos com raiva de outros, nós seremos abusivos, fazendo vítimas em volta de nós. Se negarmos nossos sentimentos, nós nos tornamos vítimas de nossa própria culpa. Culpa não é emoção e não pode ser movida nem facilmente liberada. Culpa é criada quando nós adotamos que pensamos aspectos diferentes de nosso meio, desconfiando de nossa própria integridade e auto-direção. Se a culpa está presente, podemos examinar quando nós adotamos uma ideia e de quem foi originada. Quando honramos nosso próprio conhecimento e respiramos profundamente, liberamos a energia que estava obstruindo. Vergonha saudável é benéfica e muito diferente da culpa. Quando nós sabemos que estamos fazendo algo inapropriado ou prejudicial, uma saudável vergonha nos relembra que nossa integridade está em risco e que nós somos responsáveis por nossos delitos.

Qualquer hora que negarmos sentir o que estamos sentindo, nós utilizamos uma vasta energia de força de vida. Nosso mental faz todo um esforço para reduzir as emoções que chegam para nós como seres humanos. Nos permitindo sentir todo a extensão das emoções, sem que seja necessário agir nelas, é saúde. Assim nos limpamos por liberar nossas mágoas e por ter reações emocionais, quando somos feridos novamente, a energia-em-ação é reciclada. Não precisamos ficar agarrados à negação ou recusar sentir. Quando nos apegamos em sentimentos de dores passadas, eles azedam nossas atitudes e inibem o fluxo de saúde ou o crescimento emocional.

Não há nada fora de nós que não exista dentro de nós. O que nos podemos experimentar em nossas vidas é determinado pelos nossos conceitos do que é possível e nossa vontade de sentir. Não podemos encontrar a magia da vida se nós não sentimos e conhecemos nossas emoções. Se nós permitimos nossas emoções fluírem, nós sentiremos maravilhas quando ela acontecer e nós saberemos que milagres são possíveis. Nós escondemos essas possibilidades de nós mesmos a cada hora que tomarmos uma firme decisão de que a vida no planeta Terra não pode oferecer certas experiências.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *