Jornadas Xamânicas Voo da Águia

Por Léo Artese

As jornadas xamânicas Voo da Águia celebram o Calendário Sagrado (Ritos de Passagens Sazonais) de acordo com as oito estações do ano (Primavera, Fertilização, Verão, Primeira Colheita, Outono, Última Colheita, Inverno e Germinação), possibilitando o indivíduo ver que é parte de algo maior, parte de uma “Terra Viva” que respira. Os ancestrais xamânicos celebravam as transformações ocorridas na natureza que eram chamados de festivais. Os Festivais Solares apresentam o relacionamento da Terra com o Sol e com os aspectos instintivos, místicos e filosóficos que são inspirados por esse relacionamento em datas determinadas. Os Festivais do Fogo aconteciam em datas fixas, marcando os pontos intermediários entre os solstícios e os equinócios.

Para garantir sua sobrevivência, em ambiente hostil, os homens primitivos, interpretavam os sinais e as mudanças da natureza a seu redor. Viviam de acordo com os ciclos do Sol e da Lua, das mudanças das estações, das manifestações da natureza, vento, chuva, etc.

Pesquisando o contexto misterioso do xamanismo universal, aprendemos que tudo no Universo se move com harmonia e em ciclos; as mudanças das estações, o nascimento, crescimento, velhice e a morte, até nosso próprio senso de quem somos de verdade. O resgate dos festivais sazonais (Solstícios e Equinócios e Festivais do Fogo), por exemplo, não marcam apenas a jornada do Sol, mas também os pontos críticos das estações, o ciclo agrícola, nossas emoções, hábitos. Essas forças verdadeiras, acessadas desde o princípio na história espiritual da Terra, são resgatadas através dos séculos e podendo senti-las atuando em todos os momentos. A esfera mágica criada permite a possibilidade de sentir a ligação profunda que a natureza tem com a vida e como o indivíduo se torna parte de uma comunidade global.

Ao conduzir essas jornadas e refletindo na dança das estações, observando o seu ciclo de começo, meio e fim, pesquisamos quais tipos de ações são apropriadas para cada fase. O que é bom para uma época, pode ser destrutivo em outra. Até quem em 2003, de posse desse conhecimento, adotamos o Calendário Sagrado em sua totalidade, de forma sistemática, realizando ritos de passagem à cada uma das oito estações do Ano. Por meio de ritos e cerimônias é criada uma atmosfera sagrada e de poder que permite insight´s e transformação. É criado um ambiente ritualístico na qual, o passado torna-se presente. Os participantes conectam-se aos ancestrais, meditando, revendo a vida e renovando-se à cada 45 dias. A proposta com as jornadas é principalmente propiciar uma outra forma de pensar a vida, resgatar os mistérios que habita em todos os seres da Criação e a ligação com as forças da natureza. Cada mudança de estação influencia o clima, estilo de vida, emoções, mente, corpo e alma. As mudanças de estação estabelecem seus poderes fora e dentro de nós.

A adoção do Calendário Sagrado transformou e tem transformado a vida das pessoas que buscam através “Voo da Águia”, uma possibilidade de transformar o sentido na forma de ver a vida, nas relações, no meio ambiente e na fé. A “Excelência” é poder viver a vida ao ritmo de cada estação. A natureza cria as regras, aprendemos a navegar nas marés, a aquietar no inverno, a colocar em ação no verão, iniciar na primavera e colher no outono. Cria-se uma consciência coletiva que cada estação é um momento para renovar e que para isso é preciso nos purificar. Livrar-nos do que é velho, para celebrarmos o novo. Prepararmo-nos para acalentar a esperança de nossos sonhos de futuro, nossas metas. No ambiente ritualístico, recarregam-se energias e esperanças com todos unidos. Um momento de ouvirmos e contarmos histórias e aprendermos com a sabedoria da Terra.

O objetivo das cerimônias é criar um ambiente seguro e ligado ao sentido de pertencimento e integralidade com a natureza para que o participante possa se conhecer melhor e buscar sua cura através de um voo interior, amparado na sabedoria ancestral, ir ao encontro do propósito de sua alma.

Para o pensamento nativo, poder é medicina, remédio. É a forma de utilizar a energia para o fortalecimento pessoal, profissional, espiritual e nos relacionamentos. O fato do participante deslocar-se da cidade, do conforto e estar mais em contato, com a terra, ouvindo os sons do fogo e da vida noturna na mata e poder se dirigir à Deus através do contato com a natureza torna o ambiente propício, criando “momentos de poder” para o renascimento, pureza e renovação. Resgatar a dimensão ancestral em nossas ações, vivenciar diferentes dimensões do tempo, as mais profundas raízes, deixar o coração bater no mesmo ritmo que a Terra, propicia este sentido de religare com sua natureza interior.

Refletindo nos momento mágicos, o movimento das estações, o giro da Roda Da Vida, venho agradecer à Deus por ter me permitido resgatar essa riqueza, essa jóia fina da sabedoria ancestral, que é o estudo dos mistérios que permeiam as mudanças de estações. Posso sentir nas minhas células esses momentos de forma intensa e profunda. Uma viagem que começa nas mensagens e que se concretiza no Voo da Águia – Uma Jornada de Transformação.

Nosso xamanismo é fruto de um trabalho coletivo, produzido por pessoas que se amam, amam a terra que nós habitamos espiritualmente, amam o Templo, a doutrina, a natureza, suas famílias, enfim, compartilham um mesmo sonho. O sonho de uma vida em comunidade auto-sustentada, próspera, habitada de maneira ecologicamente responsável, resgatando os valores espirituais e as virtudes humanas, que o homem vem perdendo por conta de um progresso. Acreditamos que o verdadeiro “Religare” vem da união das coisas boas da terra (matéria) com a eterna lembrança de que estamos aqui, mas não somos daqui.

Eu acredito que por mais simples que seja a missão de alguém se, em sua passagem tiver deixado o mundo mais bonito, nem que seja plantando uma arvore a mais nesta vida, já terá feito sua alma crescer no plano evolutivo, pelo menos um pouquinho. Portanto, a cada ser humano cabe buscar a excelência, o melhor que pode fazer com o talento que recebeu de Deus. Não o impossível, o melhor. Isso é excelência !

O “estar dentro” da Mata Atlântica, numa comunidade espiritual, em contato de raizes, selvagem, onde cada trato com a natureza é feito de maneira ecologicamente correta, onde são consagradas cerimônias de louvação ao Sol, Lua e Estrelas, já por si só é um fator gerador de poder. A alimentação é vegetariana, baseada em alimentos purificadores, desintoxicantes, de acordo com a estação.

Resgatar o antigo e o verdadeiro “Sagrado” em todas as nossas ações, vivenciar diferentes dimensões do tempo, da nossa ancestralidade, das nossas mais profundas raízes, deixar o nosso coração bater no mesmo ritmo que a Terra, é o convite que o Centro de Estudos Vôo da Águia faz para aquecer e renovar sua vida.

Ritos da Jornada Xamânica Voo da Águia

As Jornadas Voo da Águia tiveram sua origem em 1992, de lá para cá, uma minuciosa arquitetura cerimonial vem sendo tecida reunindo conhecimentos adquiridos do xamanismo andino, nativos norte-americano, da pajelança brasileira e das inspirações que fui recebendo em meus estudos e da Doutrina Santo Daime. Gosto de ver como o encontro da Águia, Condor e o Gavião. Fico muito feliz em ver vários outros grupos aderindo hoje esse formato, isso mostra ser uma verdade que iniciou comigo, mas que está muito além do nosso grupo, já fazendo parte de várias jornadas pelo Brasil e seguindo rumos internacionais também.

Consagração da Ayahuasca

 A bebida sacramental Ayahuasca, é, principalmente, fruto da decocção do cipó Banisteriopsis Caapi e a folha Psycotria Viridis. Os sentidos são expandidos, os processos mentais e as emoções tornam-se mais profundos. A experiência pode em algum ponto revelar visões notáveis, insight´s, catarses, produzindo experiências de renovação, de renascimento positivas.

Uma vez que iniciado, o processo da renovação e transformação, eles continuam. O grande passo no trabalho com a Ayahuasca é a assimilação dos ensinamentos espirituais e a prática na vida diária, ou seja, pôr em prática o que se aprende. Isso garante a dimensão espiritual em nosso dia-a-dia, e é essencial para recebermos as dádivas e as bênçãos espirituais e para que possamos evoluir no estudo, aprender mais.

A ela atribui-se a cura de males físicos, psicológicos, mentais e espirituais. Os estudos científicos ocidentais estão confirmando aplicações médicas e psicoterapêuticas benéficas.

Purificação e limpeza com ervas e perfumes

 Todos os caminhos espirituais têm rituais de limpeza e purificação. Antes que uma pessoa possa passar por uma sessão de cura, ou curar outra, deve limpar-se de todos os sentimentos maus, pensamentos negativos, espíritos maus ou energia negativa. Limpeza física e espiritual ajuda as energias curativas a virem desobstruídas, como aponta Artese.

A Fumaça de limpeza é a mais antiga e a mais popular do meio xamânico, para purificar pensamentos, sentimentos e espíritos. A fumaça restabelece equilíbrio e harmonia transformando a energia através do fogo e purificando com essência de uma planta. Cria um processo físico, pensamento externo, espelho interno ou processo espiritual de equilíbrio e restauração da harmonia.

Muito se falou sobre aromas, perfumes, essência, cheiros, poções mágicas na história da humanidade. Os aromas influenciam nosso astral. O sentido de olfato age principalmente no nível subconsciente, os nervos olfativos estão diretamente ligados com a parte mais primitiva de nosso cérebro, o sistema límbico.

Meditação com Tambor

O tambor tem uma abordagem sagrada e terapêutica antiga, que usa o ritmo para promover a cura e auto expressão. Pesquisas recentes começam a verificar os efeitos terapêuticos de ritmos antigos. Elas indicam que o tambor, acelera a cura física, estimula o sistema imunológico e produz a sensação de bem-estar, liberação de trauma emocional e reintegração de si mesmo.

Outros estudos demonstraram os efeitos calmantes dos efeitos da percussão em pacientes de Alzheimer, crianças autistas, adolescentes emocionalmente perturbados, adictos em recuperação, pacientes com trauma, presidiários e populações desabrigadas.

Os resultados do estudo demonstram que a percussão é um tratamento valioso para o stress, a fadiga, ansiedade, hipertensão, asma, dor crónica, artrite, doença mental, enxaqueca, cancro, esclerose múltipla, doença de Parkinson, acidente vascular cerebral, paralisia, distúrbios emocionais, e uma vasta gama de deficiência física.

O tambor xamânico produz estados claros de transe e níveis de relaxamento profundo. É também meio de conectar com os pontos mais distantes da grade energética. O tambor alinha-nos com as forças da harmonia. A harmonia é um atributo universal da consciência, e ajuda-nos viajar, através do espaço do coração.

Meditação com Tigela de Cristal (Crystal Bowls)

O tom de puro do cristal produz uma vibração que ressoa nos chackras criando uma atmosfera de pureza nos ligando com altas esferas, preenche a aura, equilibrando o corpo sutil. Altera a percepção, expande a consciência e acessa partes do nosso cérebro liberando químicas corporais que podem suprir dor, reforçar a vontade, produzir insights

Canções de Poder

 Segundo muitas tradições, os sons e a música possuem um profundo efeito psicofísico. No caso específico do xamanismo, as canções de poder, acompanham as cerimônias para evocar espíritos guardiãos, espíritos de cura, para intensificar a energia, para alterar a consciência, permitir a mente livre de pensamentos indesejáveis, para proporcionar visões.

O ritmo também pode transportar o xamã de volta ao seu espaço interior . Todo xamã possui sua canção de poder para despertar seu animal e espíritos auxiliares. O ritmo e as palavras estabelecem uma comunicação com a natureza, libertando, de forma espontânea, a energia para curar e elevar a consciência.

 Ritual do Fogo

 No templo os participantes ficam o tempo todo, unidos por uma fogueira, como altar central no circulo. Para nós do Xamanismo Universal , o fogo é a representação simbólica do “Poder De Deus na Terra”, foi assim que Ele se apresentou aos antigos profetas. O fogo é relacionado com o espírito e associado a consciência, a iluminação. Sem o fogo do Sol iluminando a terra, a vida acabaria. É do casamento do Sol com a Lua que nasce nova vida na terra e a perpetua. O fogo energiza, é o elemento da transmutação, o reino da espiritualidade, da sexualidade e da paixão.

Se expressa particularmente na criatividade, entusiasmo e movimentação, comportamento extrovertido, versatilidade. O fogo procura a expressão com as ideias. Iniciando novas ideias, consolidando ideias aceitas, mudando ideias. Tem fluidez, claridade, mobilidade.

Rito de Destruição Fogo

O Fogo Sagrado queimar-se-á como os tambores ecoam os ritmos da vida e os dançarinos meditam nas faíscas que voam no céu escurecido. Neste momento trabalharemos o poder o da destruição positiva para o que queremos destruir em nossa em nossa vida. São 3 fases de destruição:

1 – Dores e Sofrimentos: Nesta primeira fase os participantes são convidados a pegarem um graveto impregná-lo com sua dores emocionais:  culpas, mágoas, medos, zonas de conforto, feridas de relacionamentos passados, atitudes negativas e etc para serem queimadas, destruídas.

2 – Vícios: Coisas de Deus não nos aprisionam, pelo contrário, nos libertam. É muito difícil a pessoa se libertar de um vício com a mente, pois é a mente que os aprisionam a eles. Aqui a destruição do vício é feita de maneira sagrada, dando ouvidos à nossa “Voz Espiritual”, que quer o nosso bem. Por exemplo vício de cigarros, bebida e outras drogas, vícios de alimentação, de trabalho, de informática, de remédios, e tudo aquilo que obstaculiza seu crescimento espiritual e pessoal e prejudica a saúde.

3- Rito de Descasamento: Este rito não é para as pessoas que viveram juntas e depois se separaram (o karma dessa relação pode ser queimado no graveto) e sim para pessoas que, através de uma cerimonia espiritual, juraram união eterna e não puderam cumprir com sua palavra. Neste ritual as pessoas já estão separadas de fato e não é necessária a participação da outra parte. É feita a liberação através do perdão do compromisso de união e a destruição do karma do relacionamento.

Ritual do Tabaco

O tabaco é considerado uma das plantas mais sagradas do xamanismo. Ele fumado no Cachimbo Ritualístico ou na palha do milho, carrega nossas preces e pedidos  para o Universo. Trata-se de uma planta ancestral, que caiu em mau uso do saber pelos brancos, e perdeu seu poder original, transformando-se numa substância viciante, responsável por milhões de mortes e terríveis males no organismo. O tabaco selvagem é uma planta muito poderosa e curativa, em seu estado original e na forma correta de sua utilização, SEM TRAGAR. O tabaco é considerado uma das plantas mais sagradas do xamanismo. Ele fumado no Cachimbo Ritualístico ou na palha do milho, carrega as preces e pedidos  para o Universo. É usado para fazer oferenda aos guardiões, ao Grande Mistério, etc.Fumar tabaco ( em ritual ) é evocar o Plano Espíritual. Ele é o totem vegetal da Direção Leste, do Elemento Fogo. E, como tudo que é fogo, é ambíguo. Pode elevar, transmutar ou pode destruir. Quando o tabaco é utilizado espiritualmente, traz purificação, centramento, transforma energias negativas em positivas, serve de mensageiro.

 O tabaco aqui citado, não é industrializado, e sim o tabaco xamânico selvagem em seu estado original sem químicas, usado de maneira sagrada.  Simbolicamente as intenções, preces e desejos são colocadas por porções de tabaco na palha de milhos (os rezos), a fumaça é sorvida sem tragar e visualizando os pedidos, ao soprar a fumaça, o participante envia sua prece ao Grande Mistério, pedindo para que através da Lei da Atração, sejam materializados.

Ritual do Rapé

O rapé é um pó feito de plantas, e entre elas o tabaco, e é assoprado através de um instrumento de poder (canudo)nas narinas. Segundo a sabedoria indígena o rapé coloca-nos em contato com os espíritos de cura da floresta que nos trazem poder e força. Também para problemas tais como: sinusite, dor de cabeça, nariz congestionado. Também produz estados especiais de consciência.

Aplicação de Sananga

O Colírio Sananga é extraído de um arbusto das regiões amazônicas, utilizado pelos índios. Do interior de sua raiz, é extraído um sumo em decocção, o qual é utilizado para a cura das panemas, doenças espirituais segundo os índios. Seu princípio ativo é a Ibogaína, uma poderosa substancia de poder que se ingerida leva os índio à um estado de transe profundo para o contato com o mundo dos espíritos.

Música Espiritual

No Xamanismo usamos as canções e sons para invocar espíritos guardiões, espíritos de cura, para intensificar a energia, para alterar a consciência, deixar a mente livre de pensamentos indesejáveis, para proporcionar visões.A melodia, o ritmo e as palavras estabelecem uma comunicação com o sagrado, libertando, de forma espontânea, a energia para curar e elevar a consciência.

Cerimônia do Pau-Falante

Trata-se de um instrumento de poder para que se apresente o sagrado ponto de vista. Neste ritual não pode ser utilizada nenhuma palavra que não represente a verdade. Só fala quem estiver com o pau-falante na mão, os demais permanecem em silêncio. É uma forma de honrar a sabedoria dos outros.
Nesse instante os praticantes compartilham sua experiência na Jornada Voo da águia. A cura é baseada nesta consciência. Aquele que fala a verdade está se curando. Mas é uma cura para o grupo todo porque cada um individualmente é escutado, no silêncio e na reverência o participante tenha a compreensão do valor de sua palavra.

Comida e Água Ritual

Consagração das comidas sagradas (milho e frutas), entrada ritualística de água fluidificada, porque,  isto transmite o valor da importância sobre os fluídos da água assim como reconhece o valor da alimentação saudável e a relação de respeito com os animais como seres pertencentes da mesma natureza.

O que os participantes deverão trazer para a jornada:

– Colchonete, roupa de cama e Cobertor (EVITEM COLCHÕES INFLÁVEIS)
– Roupas de frio e calor confortáveis
– Roupa de banho para a Tenda-do-Suor
– Saia comprida para mulheres em Tempo-de-Lua (menstruação)
– Presente para o guardião do fogo (incenso, pedra, tabaco, chocolate, etc…)
– Isqueiro para o Ritual do Fogo
– Instrumentos musicais (caso toque algum)

ORGANIZAÇÃO: FANY CAROLINA

Informações /inscrições:

Fone e Whats app
11- 96398-8851 COM FANY CAROLINA

E-MAIL: voodaaguia.sp@gmail.com

FACEBOOK:
//www.facebook.com/fany.jornadasxamanicas

Página
//www.facebook.com/www.xamanismo.com.br

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *