Totens do Clã Borboleta – Elemento Ar

TOTEM ANIMAL : BORBOLETA

O animal associado com a pedra do Círculo Central que honra o Elemento Ar é a borboleta, o símbolo da regeneração. Devido a sua habilidade de se transformar tão cuidadosamente – de larva para crisálida e para borboleta – a borboleta é o símbolo universal da mudança, vida e esperança. As borboletas são encontradas no mundo inteiro. Em geral são destemidas, esvoaçando ao lado dos humanos, gentilmente espalhando alegria por ondem andam. A Borboleta nos ensina a não temer as mudanças e transformações, pois por mais quente e aconchegante possa estar a larva, é a borboleta que vive bela e plenamente, após ter resistido ao medo e á escuridão do desconhecido para alcançar a luz além do casulo.

  TOTEM MINERAL: AZURITA

O totem mineral é a Azurita.  Historicamente ela tem sido utilizada por xamãs e magos para em sessões de cura, para aumentar as habilidades psíquicas e ler o futuro. Dizem que muitas das profecias foram resultantes de trabalhos feitos com azurita durante os sonhos.

A Azurita fortalece as habilidades psíquicas e curativas, inspiração, níveis profundos de meditação, boas decisões, criatividade, receptividade, untuição, habilidades mentais avançadas, e níveis energéticos mais elevados. O trabalho com a Azurita pode ajudar na metamorfose pessoal, quase que da mesma forma em que a crisálida se metamorfoseia em larva e borboleta. Se você procurar evoluir ou mudar, trabalhe com a azurita.

Pessoas que sentem grande afinidade com a azurita podem aprender a respeito de transição, transformação e renascimento. A azurita poderá aproximar sua mudança tão rapidamente quanto um vento que pode vir num dia de primavera.

 TOTEM VEGETAL: MADRESSILVA

O totem vegetal é a Madressilva. Ela é considerada pelos nativos americanos como salva-vidas. A parte da planta mais utilizada para fins medicinais é a raiz. É indicada para problemas pulmonares, pois induz ao suor e é um expectorante poderoso. Também boa para o trato intestinal e ajuda a aliviar resfriados, febres e reumatismo. Utilizar a raiz da madressilva em pequenas doses pois quando em doses maiores pode trazer náuseas e vômitos. A Madressilva, tal como a borboleta é uma catalizadora para a cura e transformação.

COR: AZUL TRANSLÚCIDO

A cor associada à pedra que honra o elemento ar é uma clara translúcida com um toque de azul. Essa é a cor de algumas taças finas feitas de areia que indicam o azul da água que a cobriu. É o que você  pode ver ao olhar através das asas de borboletas ou através da geada em uma vidraça em uma manhã de inverno clara e nítida.
Essa cor permite que você veja o plano físico com os olhos revestidos com o suave véu do Espírito. Este azul translúcido pode suavizar a aspereza das lições da vida, lembrando-o do amor abrangente do Criador.
Limpar translúcido com um toque de azul ajuda a curar a alma, o coração e as emoções e é excelente para trabalhar com a criança interior e a cura da infância prejudica. Essas cores encorajam fé, ternura, inocência, amor e paz. Limpar translúcido com um toque de azul é especialmente bom para curar o espírito

COMO AS BORBOLETAS APRENDERAM A VOAR

Sun Bear & Wabun Wind:

Pinterest

Quando a terra era jovem, não havia borboletas para voar  ao longo da primavera e do verão, com suas asas carregando algumas das cores do arco-íris. Havia lagartas que eram os antepassados ​​das borboletas, mas não sabiam como voar e simplesmente rastejavam pela terra. Esses lagartos eram lindos de se ver, mas muitas vezes as pessoas não observavam a terra enquanto caminhavam e, por isso, sentiam falta de observar sua beleza. Nesses dias, havia uma jovem chamada Flor da Primavera e ela era uma delícia para todos que a conheciam. Ela sempre tinha um sorriso e uma palavra gentil e suas mãos pareciam a primavera fresca para aqueles que estavam doentes de febre ou queimaduras. Ela colocava as mãos sobre eles e a febre deixava o corpo deles. Quando ela chegou ao tempo da feminilidade, seu poder tornou-se ainda mais forte e, depois de sua visão, ela foi capaz de curar as pessoas da maioria das doenças que poderiam ter naqueles dias.

Em sua visão, estranhas e belas criaturas voadoras vieram até ela e lhe deram o poder do arco-íris que elas carregavam consigo. Cada cor do arco-íris tinha uma qualidade especial de cura . Disseram-lhe que, durante a sua vida, ela seria capaz de curar e, no momento da sua morte, liberaria poderes de cura para o ar que permaneceriam com as pessoas por todos os tempos. O nome dado a ela em sua visão era “Ela Que Tece Arco-Íris No Ar.  Ela  envelheceu,  continuou seu trabalho de cura e sua bondade para todos que ela conheceu. Ela também conheceu um homem, um sonhador,que tornou-se seu marido. Eles tiveram dois filhos juntos e os criaram para serem fortes, saudáveis ​​e felizes. As duas crianças também tinham alguns dos poderes de seus pais e, mais tarde na vida, tornaram-se curadores e sonhadores.

Como “Ela Que Tece Arco-Íris No Ar” ficou mais velha ainda, seu poder aumentou ainda mais, e as pessoas de toda a área onde ela viveu veio até ela com seus doentes, pedindo-lhe para tentar curá-los. Aqueles que ela poderia ajudar ela ajudou. Eventualmente o esforço de deixar todo o poder passar por ela  deixou-a cansada, e ela sabia que a hora de cumprir a outra parte de sua Visão que se aproximava. Durante a sua vida, ela notou que as lagartas lindamente coloridas sempre chegavam perto dela quando ela se sentava na Terra. Elas chegavam perto da mão dela e tentavam se esfregar-se nela. Às vezes alguém subia pelo braço dela e se empoleirava perto da orelha.
Um dia, quando ela estava descansando, uma lagarta passou pela sua orelha. Ela falou  pedindo que lhe dissesse o que ela poderia fazer para servir, como ela percebeu que ela e seus irmãos e irmãs sempre foram de serviço para ela.

Irmã”, disse a lagarta, “meu povo sempre esteve lá quando você se curou, ajudando a trazer as cores do arco-íris para você através das cores que usamos em nossos corpos. Agora que você está passando para o mundo do espírito, não sabemos como podemos continuar a trazer a cura dessas cores para as pessoas. Somos terrestres e as pessoas raramente olham para baixo para poderem nos ver. Nós sentimos que se pudéssemos voar as pessoas nos notariam e sorririam com as lindas cores . E poderíamos voar em torno daqueles que precisam de cura e deixar que os poderes de nossas cores lhes deem qualquer cura que possam aceitar. Você pode nos ajudar a voar?

Ela Que Tece Arco-Íris No Ar  prometeu tentar. Ela contou ao marido sobre sua conversa e perguntou se alguma mensagem poderia vir a ele em seus sonhos.
Na manhã seguinte, ele acordou animado com o sonho que tivera. Quando ele gentilmente tocou Ela Que Tece Arco-Íris No Ar para contar a ela sobre isso, ela não respondeu. Ele sentou-se e olhou de perto e viu que sua esposa havia passado para o mundo espiritual durante aquela noite. Durante o tempo de orar por sua alma e fazer preparativos para o enterro, ele se lembrou daquele sonho que tivera. Isso o confortou. Quando chegou a hora de levar Ela Que Tece Arco-Íris No Ar até o bosque onde seria enterrada, ele olhou para a cama e, esperando por ele, estava a lagarta que ele esperava encontrar. Ele gentilmente levantou e o levou com ele.
Quando colocaram o corpo da esposa na terra e se prepararam para colocar o solo sobre ela, ele ouviu a lagarta dizer: “Coloque-me em seu ombro agora. Quando a terra estiver sobre nós, meu corpo também morrerá, mas meu espírito se fundirá com o espírito de quem era sua esposa e juntos voaremos para fora da terra. Então vamos voltar para o meu povo e ensiná-los a voar para que o trabalho sua esposa começou pode continuar. Ela está esperando por mim para vir. Me coloque lá agora.
O homem fez o que o rastreador disse para ele fazer e o enterro prosseguiu. Quando todos os outros saíram, o homem ficou para trás por um tempo. Ele olhou para a sepultura, lembrando todo o amor que ele teve. De repente, saiu do túmulo um voador com todas as cores do arco-íris espalhadas sobre suas asas. Ele voou para ele e pousou em seu ombro.

“Não fique triste, meu marido. Agora, minha visão está totalmente cumprida e aqueles que ajudam a ensinar agora sempre trazem bondade, cura e felicidade para as pessoas. Quando a sua hora chegar ao espírito, estarei esperando para voltar a você.

Quando o homem mudou de mundo, vários anos depois e foi enterrado, seus filhos ficaram para trás depois que todos os outros se foram. Eles notaram uma das novas criaturas que eles chamavam de borboletas pairando perto do túmulo. Em poucos minutos, outra borboleta de igual beleza voou para fora do túmulo de seu pai e se juntou àquela que estava esperando e, juntos, eles voaram para o norte (sul no H.Sul), o local da renovação.
Desde então, as borboletas sempre estiveram com as pessoas iluminando o ar e nossas vidas, com sua beleza.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *