A Busca da Missão

A BUSCA DA MISSÃO DA ALMA

Léo Artese

Entendo que ter nascido aqui neste planeta, nestes tempos, foi por algum motivo ou propósito, esta certeza foi o que tornou imprescindível, para o meu autoconhecimento, saber qual é a minha missão.

Quando as metas que traçamos, estão em consonância com a missão da alma, o Universo conspira à favor. Quando se aproxima o verdadeiro propósito da alma, tudo da natureza interior vem a tona. A pessoa entra em um processo mais rápido de transformação pessoal. Quando convidamos o amor para despertar poderes mais profundos, trabalhar nos desafios torna-se uma aventura.

No xamanismo treinamos para assumir a responsabilidade final pelas nossas criações. Culpar outros pelas nossas frustrações humilha nosso espírito, e nos faz sentir desesperançados e fracos. Nesta era em que vivemos, buscamos compreender Deus não somente nos Grandes Mestres, mas integrando o Seu Poder em nossas mentes e corações. Isso é uma grande responsabilidade! Assumindo essa responsabilidade pessoal, nos capacitamos a tomar decisões lúcidas sobre o que queremos e desejamos. Quando perguntamos:

  • Devo mudar de trabalho/carreira ?

  • Porque meus relacionamentos não dão certo ?

  • Porque não acho a pessoa certa ?

  • Qual é a finalidade de minha vida ?

  • Porque eu mereci isto ?

  • Porque sinto um vazio ?

Na verdade, estamos perguntando a nós mesmos qual é a direção de nossa alma e como podemos unir essa direção à nossa personalidade, ou seja, buscamos harmonizar o nosso caminho com o nosso destino. Cada um de nós tem seus impulsos, sentimentos e necessidades específicas, e cada um tem sua direção correspondente para alma viajar na “Estrada da Vida”, assim como um Destino para atingir (toda a viagem tem um destino!!!) dentro de um determinado tempo de vida.

Nessa jornada nos deparamos com desafios, obstáculos, relacionamentos, provas, família, etc, que influenciam na direção da nossa personalidade e que podem nos tirar do verdadeiro caminho que a alma traçou para viajar. Nos deparamos com bifurcações.

Nossos conflitos internos surgem quando a alma se distancia do caminho verdadeiro, nos levando a tristeza, depressão, raiva, impotência, um vazio profundo. Dizemos até a expressão popular “vontade de sumir do mapa”.

Nosso grande desafio é descobrir a estrada da alma na qual a nossa personalidade possa prosperar. A prosperidade é o sinal de que foi feita uma integração entre a alma e a personalidade. Nossa alma, que conhece o passado, sabe o que a vida precisa, para continuar o estudo que foi deixado em outras vidas. Nossa alma é a força primordial, por trás de nós, que forja o nosso destino infinito.

Uma missão não é algo que se force a fazer, ou são criadas a partir de suas preocupações atuais. É algo profundo que só pode ser descoberto interiormente. Ao descobrir sua missão você pode ter a certeza de que as metas buscadas são suas. Descobrindo a sua missão, e vivendo-a, ela unificará seus interesses , ao mesmo tempo em que se desenvolve. A lição fundamental:

Faça o que gosta de fazer

Li uma interessante pesquisa do Dr. Bronnie Ware. Ele trabalhava em cuidados paliativos melhorando a qualidade de vida para pacientes terminais que deixavam o hospital e voltavam para morrerem em suas casas. Ele ouvia as pessoas nas últimas semanas de vida, quando abandonam qualquer pretensão e estavam totalmente honestas no seu leito de morte compartilharem seus maiores arrependimentos. Ele cita os cinco maiores:

1. Eu gostaria de ter tido a coragem de viver uma vida fiel a mim mesmo e não a vida que os outros esperavam de mim.

Este é o lamento mais comum, e geralmente vem de pessoas cujos sonhos não são alcançados. Quando as pessoas percebem que sua vida está terminando e olham para trás é fácil ver como muitos sonhos não foram cumpridos. A maioria das pessoas não tinham honrado nem a metade dos seus sonhos e morreram sabendo que era devido às escolhas que fizeram ou não fizeram.

2. Eu gostaria de não ter trabalhado tanto.

Este foi o lamento mais comum dos pacientes do sexo masculino. Eles perderam seus filhos jovens como parceiros e companheiros. E, criando mais espaço em sua vida, você se torna e mais aberto a novas oportunidades mais felizes, mais adaptadas ao seu estilo. Não era dinheiro ou status que tinham a verdadeira importância. Eles queriam ter feito as coisas de forma a beneficiar mais aqueles que amam. Isso é tudo o que resta no final, amor e relacionamentos.

3. Eu gostaria de ter tido a coragem de expressar meus sentimentos.

Bronnie encontrou pessoas que reprimiam seus sentimentos para tentar manter a paz. . . mas, isso as tornaram infelizes e percebiam viver uma vida medíocre, sentiam que colecionavam ressentimentos e amarguras na vida. Como resultado, viveram uma existência medíocre e nunca se tornaram o quem eram realmente.

4. Eu gostaria de ter permanecido em contato com meus amigos.

As pessoas ficaram mais velhas e deixaram amizades escapar. Em suas últimas semanas, muitas pessoas tentavam frenéticamente rastrear seus amigos perdidos no tempo.

5. Eu gostaria de me permitir ser feliz.

Perceberam que eles poderiam quebrar seus padrões e hábitos antigos e optar por ser feliz. Essa é surpreendemente comum. A maioria não percebe que felicidade é uma escolha. Ficaram presos em velhos padrões e hábitos. O chamado “conforto” da familiaridade sobrepôs suas emoções, assim como suas vidas físicas. Medo da mudança os levaram a fingir para os outros, e para si mesmos, de que estavam contentes.

Lá no fundo, sentiram falta de dar boas risadas e de ter um pouco de amenidades na suas vidas novamente.

Por essa pesquisa podemos refletir que a vida que levamos está relacionada com as nossas escolhas e atitudes.

Nossa missão na vida reflete quem somos e orienta nossa maneira de agir no mundo. Aproveite o tempo de plantar da Primavera para semear seus sonhos. Nunca é tarde demais enquanto lhe resta tempo para viver. Ela é o propósito que o atrai para o seu futuro, unifica suas crenças, é a noção de quem você é.

Quando você vive sua missão, fica entusiasmado, concentra-se em desenvolver habilidades, busca realizar incansavelmente essa missão com todo o vigor, que cria um poder. E fará isto dia por dia. O descontentamento de tanta gente com seu trabalho os leva a uma vida dividida. A missão é um motivo profundo para estarmos vivos. Pergunte a si mesmo se tem um emprego, ou está realizando um sonho.Você possui uma combinação única de desejos, interesses, habilidades desenvolvidas, e também vastos talentos por serem desenvolvidos. Descobrindo a missão e vivendo-a ela unificará seus interesses , ao mesmo tempo em que se desenvolve.

As vezes as pessoas não acreditam que possam ser pagas para fazerem aquilo que elas gostam. O fato pode ser simplesmente: não sabem como fazer isto!

Relacione: O que valorizo nesta meta?

viajar : aprendizado ou diversão

novo emprego : desafio / hesitação

 

O que é importante para mim em todos esses valores?

A resposta que vier na cabeça será um valor ainda mais importante.

DESENVOLVENDO A VISÃO

Pense quais são os valores mais significativos. Veja você fazendo coisas que goste de fazer Veja-se fazendo coisas nobres, que você gostaria de fazer. Veja-se como gostaria de ser. Veja imagens que despertem a sua paixão. Permita que sua sabedoria interior guie o cenário que se desenrola dentro de você Veja-se rico(a), colorido(a). Sinta a sensação corporal. Desfrute desse futuro glorioso que está vendo. Enquanto observa o cenário, faça uma relação dos seus valores. Peça ao seu animal para orientar sua visão. Veja as cenas, guardando as imagens que representam seu propósito e sua missão

ESCREVA

Agora que sabe de que forma contribuir, pode fazer dessa visão uma causa para se dedicar.

ALINHANDO-SE

  • Veja seu futuro e a vida que está vivendo

  • Ouça objeções de uma parte de você ! Respeitosamente.

  • Veja as intenções positivas por detrás ? ( valor )

  • Crie alternativas para alcançar, fazendo acordo que favoreça todas as partes.

 

Pergunte a si mesmo :Isto representa o que sou?

De que forma, cumprindo minha missão, eu vou ter uma boa vida?

Agora declare a missão : Minha missão na vida reflete quem sou, e orienta minha maneira de agir no mundo.

No meu aprendizado a busca de uma declaração, que sintetiza a missão, afirma o propósito de vida, traz uma dinâmica, clareza e foco e ajuda a enfrentar os desafios transformando-os numa aventura a ser vivida. É a clareza de que precisamos para tempos incertos.Por exemplo:

A minha missão é inspirar as pessoas para que elas possam se conhecer melhor, buscar a felicidade, se conectarem com o Sagrado e viver em harmonia com todas as relações e com todos os reinos.

Essa declaração de minha missão também me traz a consciência de que uma missão não é como uma meta, objetivo, que você se propõe a fazer e realizar e sim uma bandeira para carregar por toda a vida. Ou seja, não realizamos a missão, mas vivemos por ela.

A missão não é definida, ela é descoberta pelo próprio indivíduo. Quando identificada impulsiona a fazer tudo na vida buscando viver essa missão.É uma força para alcançar objetivos e atender a necessidade de crescimento e evolução. A missão reúne talentos e capacidades, os valores mais importantes, o que gostamos e o que fazemos por amor. Quando descobrimos a missão, direcionamos a vida para atendê-la, na compreensão de que ela é o motivo da existência, do nascimento, do porque estar aqui e agora.

Os elogios e incentivos que recebemos por nossas atitudes são indícios claros que comprovam que estamos vivendo a nossa missão. O Universo toma conta dos detalhes, nos enviando sinais e mensagens secretas que percebemos aos prestarmos atenção e conspiram a favor da realização da nossa missão. Observe as sincronicidades, sinais, o que você vê, ouve, sente, lê, seus encontros, pode ser a sua alma falando, trazendo orientação e clareza nesses momentos.

Quando percebermos que caminhamos com clareza na nossa missão, vivenciamos um estado de contentamento interior bem profundo, com a consciência de que as experiências pelas quais passamos é um fator de alinhamento com nossos propósitos da alma. Após formular a sua declaração de missão, traga-a consigo, escreva e coloque em lugares visíveis e repita-a todos os dias em voz alta, com energia, força, vitalidade, para que as palavras ressoem em sua alma.

Para construir sua declaração, procure meditar nas seguintes respostas:

1. Quem sou Eu?

Essa é a raiz de nossa busca espiritual. É importante meditarmos a pergunta: “Quem Sou Eu? “, diariamente para provocarmos nosso diálogo interior e nos religarmos ao nosso verdadeiro eu. È preciso não confundirmos o “quem sou eu” com os papéis que desempenhamos tais como, filho, pai, amigo, professor, médico, mestre, etc.

Preste atenção aos sinais} coincidências) e sincronicidades. Pergunte a si mesmo as seguintes informações sobre cada experiência de hoje: (Se este evento tinha uma mensagem para a minha vida) o que seria?

Por que estou aqui?

Quando você tiver tempo para ouvir, mensagens valiosas irão aparecer nas formas mais inesperadas.

“O propósito da minha vida é:  Comece a escrever

A alma ama a verdade, quando acerta sua verdadeira missão, cada parte de você se expande com vitalidade e energia. Pode demorar um pouco e querer continuar a definir e refinar sua declaração sobre o trabalho da sua alma durante as próximas semanas.

Quando a pessoa identifica a razão de existir na Terra, uma sensação de paz invade seu ser. Poucas pessoas sabem o seu verdadeiro propósito de existência, sua missão de alma. Não há uma metodologia educacional que nos ensina a aprender a nossa missão. Geralmente nossa educação procura buscar o que queremos ser quando crescemos, qual é a nossa formação. Porém nunca somos estimulados para descobrirmos a nossa razão de viver, qual será a contribuição que deixaremos para o planeta, para a humanidade, para nosso pais, família. Dê asas à sua criatividade. Veja-se como gostaria de estar no futuro. O que gostaria de fazer em todas as áreas de sua vida. Reconhecer seus dons, talentos e capacidades naturais. Tenha a clareza de quais são os seus principais valores,,,virtudes, os seus interesses principais, seus desejos.

A sua missão sempre tem a ver com seus talentos. Você vai sentir que contribui com um propósito maior quando usa esses talentos. Você pode usar para a sua satisfação pessoal, para contribuir para a humanidade, etc. De qualquer forma ao cumprir seus talentos estará contribuindo para o Universo de alguma forma.